15.8.09

Professor, profissão de risco.

Desculpem-me a demora para atualizar. Mas resolvi estudar para arrumar um emprego melhor. Por que ser professor é uma profissão de risco:

- Mãe agride professora em Florianópolis;
- Professora foi assassinada em escola;
- Aluna espanca professora em Porto Alegre.

Honestamente, a cada dia que passa fico mais triste em relação a nossa sociedade. Tudo (TUDO mesmo) é resolvido na base da violência. Não existe mais conversa, é morte por cima de morte. E nossos professores são tão desvalorizados ao ponto de receber um salário mínimo (quase invisível) para serem ameaçados e agredidos.
As pessoas se orgulham de não estudar!
Como filha de professor, neta de professora e sendo professora, eu sei - sempre soube - que para ensinar é preciso dom e amor (mais amor que dom), e isso não é valorizado.
Quando vamos perceber que todos passam pelas mãos dos professores?
E que respeito é fundamental?!

6 Fale para o Chef:

Amando Ramos disse...

o Bizarro é cada vez mais comum!

Nas poucas aulas que eu dei, nunca cheguei a passar por qualquer hostilidade. Mas é o caso, a gente que lida com sala de aula precisa a todo momento criar formas de prender a atenção dos alunos. Muitas vezes essas formas criam papéis cômicos e tornam a aula engraçada.

Quem nunca ouviu nos famosos professores que dão "aula show de cursinho"?

Esses, são o reflexo do que é necessário pra ganhar destaque (e reconhecimento financeiro) na profissão.

Quando não temos esse comportamento, o professor (que muitas vezes escolheu a profissão pq as outras tentativas na sua vida deram errado) acaba não sendo interessante para os alunos.

Se a sociedade leva mentalidade dos alunos para esse lado, é lamentável... mas o que se pode fazer??

Em não sendo interessante, alunos repudiam professores... Professores passam a perder o gosto pelas aulas...

...e o Bizarro ganha espaço!

Estudemos, meu povo! Vamo fazer concurso e sair dessa!

Professor, é guerreiro. Nesses casos, literalmente!

Italo disse...

Eu suspeito que a única possibilidade de minimizar essa situação absurda seja através de uma valorização drástica da educação em nosso país. Não tou jogando a responsabilidade (ou culpa) pra cima apenas dos políticos não. Todos nós temos participação nisso.

Não precisamos apenas de novos escolas. Necessitamos de profissionais de educação bem pagos e com formação diferenciada, novos métodos de ensino e materiais didáticos (condizente com uma sociedade "pós-moderna" em constante mudança) e precisamos de novos alunos e novos pais - porque a educação, afinal, começa dentro de casa.

Lamento pelo que sofreram e ainda sofrem os professores. Rogo para que não seja em vão o suor e sangue derramados por eles e que uma mudança dramática venha a ocorrer na educação brasileira nos próximos anos.

Claudinho disse...

bom post publicado ai , professor sobre mais q mulher de bebado , ganha e uma merreca e ainda por se agredido por mae de aluno ou sendo morta pelo aluno isso eh grave

Gabriel Ribeiro disse...

Putz!

O pior de tudo é saber que isso aconteceu na minha cidade (Florianópolis).

Logo eu, que sempre tive tanto orgulho da minha terra natal. Dessa vez deu vontade de ter nascido em outro país.

Acho que eu jamais seria professor. É a profissão mais importante do mundo (a meu ver), e a menos valorizada. O desgosto de ser um professor deve ser muito grande. Não dá pra mim.

Moloch disse...

As vezes penso seriamente se tudo o que estou fazendo, as horas perdidas, os mementos não vividos e tudo o mais que estou sacrificando em prol de um dia ser professor vai valer a pena no futuro... o futuro de qualquer país é feito todos os dias, para os jovens dentro das escolas, mas se aquele que tem que guiar estas mentes para um futuro melhor não tem o seu valor recompensado, a que futuro nós os conduziremos?

francys disse...

nossa e mesmo ne

Postar um comentário

- Leia o post antes de comentar!
- Um bom comentário recebe resposta!

Dê a sua opinião!